Bem vindos a minha " Aldeia Blogal " !


"O Diabo mora nos detalhes"...


26 de abril de 2009

A Bunda, Que Engraçada !




A bunda, que engraçada
Está sempre sorrindo, nunca é trágica.
Não lhe importa o que vai pela frente do corpo.
A bunda basta-se.
Existe algo mais ? Talvez os seios.
Ora – murmura a bunda – esses garotos
ainda lhes falta muito que estudar.
A bunda são duas luas gêmeas em rotundo meneio.
Anda por si na cadência mimosa,
no milagre de ser duas em uma, plenamente.
A bunda se diverte por conta própria. E ama.
Na cama agita-se. Montanhas avolumam-se, descem.
Ondas batendo numa praia infinita.
Lá vai sorrindo a bunda. Vai feliz
na carícia de ser e balançar.
Esferas harmoniosas sobre o caos.
A bunda é a bunda, rebunda.


Carlos Drummond de Andrade

Foi Deus quem fez você - Amelinha

5 comentários:

Larissa. disse...

kkkkk
grande Carlos Drummond falando de um das paixões nacionais!

;**

Felipe disse...

Drummonde entendia das coisas...rs

S disse...

O rabinho da minha T é lindo, provoca-me, deixa-me doido...

E ela sabe bem como "usá-lo"!

T disse...

Consegue ser uma das partes mais bonitas ,no corpo..
Carlos Drummond de Andrade que o diga neste belissimo poema :)
Sim, e o S aproveita-se do meu rabinho de vez em quando!! :) E eu gosto!

Beijos

Papagaio Mudo disse...

"era manhã de setembro e ela me beijava o membro(...)"
Drummond

Muito boa! tanto a poesia quanto a bunda...
Abraço,

Gustavo