Bem vindos a minha " Aldeia Blogal " !


"O Diabo mora nos detalhes"...


29 de setembro de 2016

Só Dá Ela!



E ela nem sabe a inveja que faz
Ela é tão ela 
E as outras são todas iguais!



Tati Bernardi

28 de setembro de 2016

ViToRioSa...



Quero toda sua pouca castidade
Quero toda sua louca liberdade
Quero toda essa vontade
De passar dos seus limites
E ir além, e ir além...

Ivan Lins








7 de junho de 2016

"BeLa, ReCaTaDa e do LaR"...



Não sou santa!
Sempre fui ousada, atrevida e liberada, pra minha idade!
"Bela, Recatada e do Lar", só me cabe o primeiro atributo
Admiro a sensualidade sem vulgaridade...
Gosto da gentileza, da sutileza, do que insinua...
Para ser fisgada, a inteligência terá que vir em primeiro lugar
Se não houver troca intelectual, também não haverá a sexual
Meu orgasmo começa pelo cérebro
E posso garantir que ele é inteligente, seletivo e muito exigente!


Helô Müller
06/06/2006

14 de dezembro de 2015

ViSão do PaRaíSo...




Loucura
A sua fissura
Me ganha
Na ranhura
Da fenda escura
Me perpetua



Ricardo D'Amorim

6 de novembro de 2015

DeSaFio da IDaDe...


Ela é super natural e é isto que a torna tão sensual!
A delicadeza sempre foi sua força motriz...
Faz uso da sedução na dose certa de provocação...
É capaz de dizer um 'não' deixando no ar a sensação de que o 'sim' está por um triz…
Faz tudo parecer tão normal, que ninguém percebe que é ela a dona da situação!
Foi o seu instinto nato que a fez assim, tão especial!
Sempre soube que só a beleza não põe mesa…
A vaidade é sua irmã siamesa, e, a vulgaridade, sua inimiga mortal.
Sabe que o desafio de uma mulher de verdade será enfrentar a maturidade, sem medo de perder a sensualidade, apesar da idade!

Helô Müller
nov/2015

23 de outubro de 2015

GaTa De Rua

Sou gata de rua
E sigo minhas trilhas
Sem nenhuma obrigação de te agradar
...Puro instinto de sobrevivência...

Não me dê leite
Pra me fazer miar
Nem me faça carinhos
Esperando que eu volte...

Sou gata mal acostumada
Solta na vida
E não me prendo por nada

Meu corpo felino
Meus pelos lustrosos
Deslizam atrás
Dos meus próprios prazeres

Se te cheiro
É porque me apetece
Se te lambo
É porque eu gosto

Qualquer movimento me distrai
E logo vou atrás
De algo que me satisfaça

Sou minha própria dona!
Por mais que hoje aceite
Comer na tua mão.


Victtoria Rossini

12 de outubro de 2015

À FLoR Da PeLe...


Por dentro, puro cristal...
Por fora, usava um verniz de proteção,
na tentativa de salvaguardar seu frágil coração.
Tudo em vão...
A cada rachadura, aparentava estar mais dura, fingia que não doía; mas, no fundo, só ela sabia que morria um pouco a cada dia...
Quem a salvaria?
Aquela menina sonhadora, que fora um dia, e que insistia em acreditar que nada a quebraria!

Helô Müller
out/2015

31 de julho de 2015

NaDa FeMiNiNa




Quem me vê caminhando na rua, de salto alto e delineador, jura que sou tão feminina quanto as outras: ninguém desconfia do meu hermafroditismo cerebral. Adoro massas cinzentas, detesto cor-de-rosa. Penso como homem, mas sinto como mulher. Não me considero vitíma de nada. Sou autoritária, teimosa e um verdadeiro desastre na cozinha. Peça para eu arrumar uma cama e estrague meu dia. Vida doméstica é para gatos.


Martha Medeiros

7 de maio de 2015

TransPaRência...




Nem nua, ela se sente tão mulher, como quando se insinua...


Helô Müller

11 de fevereiro de 2015

Me VeJo CoMo ELa...




Eu acredito nas pessoas livres. Liberdade de ser. Coragem boa de se mostrar. Dar a cara a tapa! Ser louca, estranha, chata! Eu sou assim.
Tenho um milhão de defeitos. Sou volúvel. Sou viciada em gente. E adoro ficar sozinha. Mas eu vivo para sentir. Por isso, eu te peço. Me provoque. Me beije a boca. Me desafie. Me tire do sério. Me tire do tédio. Vire meu mundo do avesso! Mas, pelo amor de Deus, me faça sentir… Um beliscãozinho que for, me dê. Eu quero rir até a barriga doer. Chorar e ficar com cara de sapo. Este é o meu alimento!


Clarice Lispector

25 de janeiro de 2015

Na MadruGaDa...





Era madrugada,
quando conheci mais uma página da Vida...

Giovanna Santos

23 de dezembro de 2014

No Cio...

 

Mulher cio 
Sem moral 
Canibal 
A banquetear 
Você!


Victtoria Rossini

20 de dezembro de 2014

E Vc?


Eu me entrego para o amor. Faço pose. Falo alto. Declaro meu amor. Não escondo meus defeitos. Tiro o salto. Solto os cabelos. Me mostro como sou. Ouso. Arrisco. Vivo. Amo. 
E você?


Carolina Salcides