Bem vindos a minha " Aldeia Blogal " !


"O Diabo mora nos detalhes"...


13 de dezembro de 2010

MeNiNaS BoAS Vão PaRa o CéU, As MáS PaRa OnDE QUeReM...






Ser boazinha 24 horas por dia é cansativo!
Preciso ser mazinha também:
enrolar no trabalho,
pichar o muro,
beber todas até cair,
rodar a baiana ao invés de fugir,
não pagar as contas,
nem fingir que nada me magoa,
ficar de papo para o ar numa boa,
deixar o nome sujo no SPC
e depois disso tudo, 
mandar todo mundo se fuder!


Karla Bardanza

8 comentários:

LEO disse...

As mas podem me mandar email e vir pra minha casa!
bjssss
LEO.seximaginarium

Luna Sanchez disse...

Nem boa nem má, apenas humana. Gosto assim.

Beijocas, queridona!

ℓυηα

CAIS DO ORIENTE disse...

Adorei!!
O bom é o equilibrio entre essas duas faces, do nosso ser...
Ótimo blog!
Nádia

█► JOTA ENE ◄█ disse...

ººº
Como eu sempre digo ... mulheres bem comportadas, raramente fazem história?

Bjoooo desde Lisboa...!

josefcosta disse...

ás vezes as boazinhas sao as melhores como ao contrario,,,
ms sendo as duas melhor...

1manview disse...

"mandar todo mundo se fuder!"
Mmm, eu gosto dessa parte ... haha ....

Essa foto é tão sexy ...

Maravilhoso post .....

Abraços...

wcastanheira disse...

Uauau vou para o céu com elas pois gosto de meninas comportadinhas, certinhas, justinhas, boaziiiinhas adoro um aboa menina, pra vc q parece ser uma boa mulher bjos, bjos e bjosssssssssssssss

El Brujo disse...

O lobo tb prefere essa vovó, mas nunca mais teve sarnas pra eu contar (se lembra)!

Uma pra vc guardar!

Te deito e começo a cuidar do teu corpo
Minha boca por ele vai passear,
E quem sabe te dar prazer, te levar ao gozo.
Coloco meus dedos na tua boca
Molho-os na tua saliva, que diz ser teu veneno
E aperto de leve teus seios,
Com os dedos molhados os contornos
Com movimentos circulares,
Isso tudo te encarando fundo nos olhos
Beijando tua boca, mordendo teus lábios
Como afirma que tua língua é uma serpente
Serpenteio-te com a minha
-Chupe meus dedos, molhe-os bem, isso, assim
Chupe-os como se fosse meu membro
Com eles molhados contornos os bicos,
Quero-os durinhos
Com a ponta do polegar e do indicador
Aperto de leve os mamilos
Direcionando-os pra minha boca gulosa
Começo a chupar, um a um devagar,
As vezes pressionando com os lábios e mordendo de leve
Batendo com a ponta da língua
Na pontinha de cada um deles
Com a mão em forma de concha,
Que se encaixa perfeitamente nos dois
Apalpo, massageio, chupo,
Sugo as laterais, passando a língua frenética entre eles,
Na divisão do teu colo suado
Vou e volto sempre pros bicos duros de tesão
Que parecem pedir mais...
Minhas mãos não param,
Meus dedos se arrastam por tuas carnes,
Do ventre ao pescoço, barriga e costas...
Minha boca é tua escrava,
Os meus lábios, prisioneiros
E teu corpo, meu celeiro!