Bem vindos a minha " Aldeia Blogal " !


"O Diabo mora nos detalhes"...


28 de outubro de 2009

COMe AWaY WITH Me



É nas estradas do meu corpo que o teu se perde...
Em cada curva dos meus caminhos, o teu está me percorrendo com tuas mãos sedentas.
Tenho uma beleza pura, mas, preciso ser impura, para penetrar no teu delírio, tornar-me teu pesadelo...
Nunca deixando de me querer inteira, devassa, prisioneira...
Não conheces o meu desejo, não me penetrou as carnes, não sabes o que sou, não quero que fujas sem me dar teu amor, teu sexo, teu calor...
Se entregue a mim e te mostrarei o que é fazer amor.

Márcia Rocha

10 comentários:

Poeta69 disse...

Belo texto, excelente música...

Everson Russo disse...

Belissimo e intenso texto, tem uma força, uma explosão de extase....beijos querida e obrigado pelo carinho da visita....


P.S. Quanto ao Blue que voce me perguntou, a unica coisa que sei é que ele me enviou um email dizendo que iria dar um tempo no blog, mas não era definitivo, tenho o visitado sempre, mas ele não tem autorizado nenhum comentario há dias, enviei um email pra ele, e ainda não me respondeu, sinto falta dele tambem, vamos ver se volta, qualquer noticia te aviso....um beijo e um belo dia pra ti.

Lelli Ramz disse...

ah querida.. q delícia!

eu tb quero m perder em curvas



bjinhus, desejos, purezas e impurezas

Lelli

Rosemildo Sales Furtado disse...

É exatamente este o poema que podemos afirmar que é "profundo".

Belo poema Helô, parabéns para vôce pela escolha e para a Márcia que desta vez resolveu arROCHAr.

Beijos,

Furtado

▒▓█► JOTA ENE disse...

ººº
Musica bem linda... a propósito ela tá tapando o quê?


Beijos daqui

Luxuria disse...

oK, eu entrego-me



beijo de luxuria

L ü G o R disse...

De fato, não conheço o seu desejo, não lhe penetrei as carnes, não sei o que és, mas não irei fugir sem antes lhe dar uma prova do meu carinho e admiração pelo o que você escreve...
Mas se eu me entregar a você...eu não volto, pois, permitirei que me mostre o que é fazer amor.

El Brujo disse...

Adoro tuas visitas!

Viver em Você

Boca vermelha,
Escarlates lábios.
Sangue nas veias.

Refreia a paixão
Da bailarina guerreira
Que seu ventre incendeia.

Dança seu ventre sem rédeas
Solto num galopar incessante,
Na lua cheia de amor pra dar!

Pulsa o sangue da bailarina,
Em desejos incontidos
Quadris em flores de luar
Emergem do fundo do mar.

Raros véus cobrem em cetim,
Seus lábios rubros amendoados,
Com seu corpo seminu seduz
No mel do seu suor derramado.

Sou teu fã!

Paulo Tamburro disse...

Helô, você sabe que sou muito tímido.

Vou fingir que não ví , nada!

Combinado assim?

1manview disse...

Post muito sensual..