Bem vindos a minha " Aldeia Blogal " !


"O Diabo mora nos detalhes"...


8 de junho de 2009

Bate É Na Nemória da Minha Pele



Eu já esqueci você
tento crer
Nesses lábios que meus lábios sugam de prazer
Sugo sempre
Busco sempre
a sonhar em vão
Cor vermelha, carne da sua boca, coração
Eu já esqueci você, tento crer
Seu nome, sua cara, seu jeito, seu odor
sua casa, sua cama
sua carne, seu suor
Eu pertenço a raça da pedra dura
Quando enfim juro que esqueci
Quem se lembra de você em mim
Em mim
não sou eu, sofro e sei
não sou eu, finjo que não sei, não sou eu
sonho bocas que murmuram
tranço as pernas que procuram enfim
não sou eu, sofro e sei
quem se lembra de você em mim
Eu sei, eu sei
Bate é na memória da minha pele
Bate é no sangue que bombeia
na minha veia
Bate é no champagne que borbulhava
na sua taça e que borbulha agora na taça da minha cabeça
Eu já esqueci você, tento crer
nesses lábios que meus lábios sugam de prazer
Sugo sempre
Busco sempre a sonhar em vão
Cor vermelha, carne da sua boca, coração


João Bosco

13 comentários:

exoticlic.com disse...

NÃO CONHECIA .... É MUSICA, RSRSRS?
EU TO POR FORA DE TUDO NO BRASIL RSRSR

Denise disse...

Nossa lado racional,teima arranca,nega,quando o coração toma conta só faz lembrar da boca vermelha e do gosto dela.

João Bosco tem sempre a palavra.

carinho

Denise

Hellena disse...

Linda essa música.
Teu blog está cada vez mais bonito.
Bjsssss e ótima semana
Hellena

Erica Maria disse...

Amo essa música, linda!

Bela escolha! ]


Bjos!

Blue disse...

E como bate... e que vontade de bater! Belo, belo!

Beijosa

Bill Falcão disse...

Vivemos assim, sonhando.
Em vão?
Bjoooo!!!

Nanda disse...

Em vc sempre existirá...
Esta é magia de momentos unicos... que nao se perdem jamais...

beijos e boa semana

Francisco disse...

A Memória da Pele, não é perdida nunca.
Um beijão!

Olavo disse...

Agradeço as palavras de carinho no blog..
Beijos

Casal do Arrocha disse...

Adoramos o seu cantinho...
Bjs.

Márcio Ahimsa disse...

Esquecer é afirmar que a permanência não necessita de lembranças, apenas se incrusta na pele, no coração, na alma, tornando-se uma fusão, não mais e apenas, uma outra parte que faz falta, pois está presente no cerne de quem ama.

Beijos, querida.

Paulo Tamburro disse...

A música eu ainda não fui apresentado, mas o enrêdo da foto me é bem familiar(rsrs).

Levanta qualquer escola de samba, faz arquibancada delirar, e os jurados loucos para a verem mais de perto.

Os que gostam deste enrêdo, é lógico.

Para mim é dez, nota dez!!!

Um observador disse...

Estimulante seu blog...