Bem vindos a minha " Aldeia Blogal " !


"O Diabo mora nos detalhes"...


14 de maio de 2009

AnDaR CoM Fé...





Sorte no jogo
azar no amor.
De que me serve
sorte no amor,
se o amor é um jogo
e o jogo não é meu forte,
meu amor ?

Paulo Leminsk

11 comentários:

Blue disse...

Belíssimo poema do Leminski!

Mas deste jogo, todos querem participar...

Beijos

Nanda disse...

Linda...

Adoro o Leminski e a imagem aqui... é simplesmente magnifica...

Adorei...

beijos

Felipe disse...

Ai... a tal da pele!

Kleiton - Simplesmente Ser disse...

Tem fé? rs

Entao gostou do presente da Deusinha?

com um pouco de fé e vontade, podemos dar ele pra vc também kkkkk.

sou generoso e adoro dar presentes para amigas queridas, rs, mas nós vamos juntos viu kkkkkkk.

bjos linda

Kenia disse...

muit sensual teu blog! so que abri na empresa e tive que fechar rapidão! nem deu para ler direito!

Serena Flor disse...

Passando pra desejar uma ótima tarde e deixar o meu carinho também!
Um grande beijo e parabéns pelo belíssimo blog e sem comentários para Leminsk né!Bjs.

Denise disse...

Desejo a você força , luz e entendimento,para que perceba que despedidas não significam adeus e sim apenas um até logo,quando sentimentos como amor,e bem querer une as pessoas q por hora se despedem.

Fique bem........

Te desejo paz
te desejo amor
te desejo amizade
a tua felicidade e a tua lembrança te farão companhia

Denise

Erica Maria disse...

Linda...obg pelo elogio...mas curso q nada, ainda to longe disso..

Qto a sua mãe, saiba que pode contar comigo...

Deus fara o melhor!!!
Moro em Caxias, qdo vc voltar me avise, ia ser ótimo nos vermos...

Adoro vc, adoro aqui!!!

Bjos em teu coração lindo!

...EU VOU GRITAR PRA TODO MUNDO OUVIR... disse...

Jogo irresistível este,com sorte ou não!!!

Bela escolha!

Beijooo!!Sonia Regina.

PAULO MIRANDA (A Folha) disse...

Diria que é uma sorte do começo, e uma conquista de todos os dias.

Paulo Tamburro disse...

Cruz dos meus pecados.

Cada gota de suor uma chance de sorver o nectar que implode neste colo(aliás, nunca soube porque aí chama-se colo, pois duvido que o cara durma nesta área)e matar a sede para daqui a pouco, sorver um pouco mais.